Resenha do Livro 21 lições para o Século 21, Yuval Noah Harari

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Compartilhe com uma pessoa agora e ajude-a com uma boa ideia!

O Futuro do Emprego

Como será o mercado no futuro? Profissões surgindo, máquinas nos substituindo, o que você deve aprender?

Neste resumo vou te passar alguns insights e algumas projeções do livro “21 Lições para o Século XXI”, do grande Yuval Noah Harari. Recomendo muito que você leia!

Vou te fazer algumas provocações a partir das ideias que eu tirei de um capítulo específico do trabalho.

Aqui nós vamos fazer algumas projeções de algumas ideias e fazer associações entre elas para que você possa entender melhor esse capítulo e possa discutir comigo nos comentários sobre o que você achar pertinente.

Sobre o Livro e o Autor

Meu nome é Aleno Oliveira e meu objetivo é que você se torne um autodidata e aprenda coisas novas todos os dias! Indo na mesma direção, o autor desse livro fala que aprender a aprender é uma das habilidades do presente-futuro, pois quem não aprende, não cresce e será deixado para trás.

Bem dramático, né? Mas é nisso que a gente vai tocar um pouco aqui hoje.

Yuval Noah Harari escreveu 3 best sellers mundiais com milhões de cópias vendidas: Sapiens, Homo Deus e agora o 21 Lições para o Século XXI

Nesse último ele vai tratar sobre políticas do presente para nos prepararmos para o futuro, que seria descrito no Homo Deus. Já o Sapiens fala mais do passado.

Vamos à Discussão

Neste mundo de tecnologias, de avanços de aplicativos, de plataformas de internet, etc., nós estamos no meio de uma mudança muito rápida. Pare e pense! Nós saímos de um Tamagochi para um Iphone 10 em 20 anos!

Essa onda começou bem pequena lá na década de 1950, 1960 e, nos últimos 25 anos, com o advento da internet, ela está ascendendo exponencialmente em um curto espaço de tempo.

Substituição da força intelectual

Contudo, nessa virada tecnológica, não é a força manual do homem que está sendo substituída, mas sim nossas funções cognitivas! Máquinas estão fazendo o trabalho intelectual de humanos e o autor coloca alguns exemplos de projeções sobre tecnologias que estão sendo desenvolvidas.

Motoristas

Veja a ascensão dos carros sem motorista. Você pode até lembrar que já tentaram isso e o carro chegou a matar uma pessoa, mas projete para daqui a 5, 10 anos. Não tenha dúvida de que estará bem melhor e mais segura do que humanos dirigindo.

No livro ele informa que, por ano, 1,25 MILHÃO de pessoas morrem em acidentes de trânsito em todo o mundo devido a sono, álcool e/ou desatenção. Em um sistema de máquinas no qual você elimina esses fatores, reduz muito esse risco, ou seja, vidas são salvas. 

Mas o que fariam esses milhões de motoristas nesse novo mundo? Todos iriam se realocar?

Médicos

Nós já confiamos em nossos smartphones. Agora imagine um chip que é implantado em nosso corpo que consiga detalhar nossas funções vitais, saber se existe algum vírus, bactéria ou qualquer coisa de errado.

Quem sabe a gente chega no Homo Deus, daqui a 100 anos, e a amortalidade é descoberta?

Hoje podemos achar que isso é impossível, mas pare e se imagine no ano de 1900 e eu falasse para você que daqui a 120 anos as pessoas voariam por todo o mundo por meio de máquinas de metal, que iríamos para o espaço, que teríamos satélites circundando o planeta terra ou que poderíamos nos conectar com qualquer pessoa ao redor do mundo por meio de ondas invisíveis…

Você me chamaria de LOUCO! Não é mesmo?

Pois é, a história é a mesma, mas agora estamos em 2019 e estou falando de 2050, 2100. Entende como não parece tão absurdo agora?

 Voltando, logicamente, sempre haverá lugar para os especializados (e isso vale para todas as profissões). Contudo, o que fariam então os médicos que diagnosticam doenças mais generalistas, já que esse chip daria um diagnóstico instantâneo? 

Nutricionistas

Imagine, por exemplo, esse chip que falamos. De acordo com nossa composição corporal, ele vai saber exatamente o que você deverá comer em cada horário do dia para atingir o objetivo que você estipular. Seja emagrecer, ganhar massa muscular ou o que for.

Telemarketing

Veja o Google Assistente. Tem até um vídeo no meu canal onde eu mostro o Google Assistente fazendo uma chamada para um salão de belezas e marcando uma hora para cortar o cabelo. Isso tudo a partir de um único comando de “Google, marque uma hora no salão para mim”.

Desemprego e novas profissões

Yuval levantou muitas dessas questões e eu adicionei algumas mais direcionadas a nossa realidade no Brasil. Mas o que fica é que nesse mundo talvez não haja emprego para todos.

Esses novos empregos talvez precisem de uma alta carga de criatividade e educação. Então, se as pessoas de Bangladesh forem desempregadas porque foi criada uma impressora 3D que imprime produtos que elas produziam e exportavam, o que será delas?

Yuval coloca que talvez surja a classe dos “Inempregáveis” – Pessoas destituídas de valor econômico, pois já estaria tudo resolvido! A população já tem tudo que precisa: comida, casa, saúde, etc.

Outro contraponto é que surgiriam outras profissões de análises de dados, para gerenciar os produtos da inteligência artificial. 

Por exemplo, são necessárias dezenas de pessoas para controlar um drone do exército americano. Logo, analistas de informação seriam necessários, mas teriam altíssima qualidade e valor agregado, ou seja, seriam caríssimos!

E novamente a pergunta: o que fariam os outros milhões que não têm essa elevada educação e criatividade?

Um novo estilo de vida

O autor chega, então, no ponto da “renda universal”. Ele dá um exemplo da classe dos judeus ultra ortodoxos de Israel. São homens que não trabalham, dedicam-se exclusivamente a religião e recebem benefícios do Estado.

Pesquisa após pesquisa, ao contrário do que acharia Freud, notou-se que essas pessoas apresentam um nível de satisfação excelente com a vida. Logo, ele propõe que haverá, talvez, no futuro, um modelo de vida onde não haja tanto emprego e as pessoas se dediquem mais a atividades não laborais.

Outro exemplo veio de uma amiga minha, que visitou um grupo de índios aqui no Brasil. No estilo de vida deles, basicamente, eles produzem seus próprios alimentos, não precisam de muita coisa e são muito felizes com isso.

Ela até perguntou para eles se não gostariam de vender o que produziam e eles responderam que não era necessário, pois já tinham tudo que precisavam.

Então será que esse não seria um estilo de vida do futuro? Um estilo mais “relax”, onde a inteligência artificial já nos daria alimentos, roupas, saúde, enfim, tudo que necessitamos e, então, só teríamos que nos preocupar em sermos genuinamente felizes?

Um grande insight

Yuval coloca também outra “virada de chave” fantástica no livro. Ele sugere que pessoas que desempenham funções sociais, como cuidadores de idosos e babás, deverão ser consideradas funções vitais do Estado e, por isso, serão remuneradas com dinheiro público. Afinal, uma criança precisa de atenção de pessoas, o que não pode ser sanado com tecnologia.

 

Preparando-se para o futuro

Bom, nós fizemos aqui várias projeções, com as quais, logicamente, não estamos adivinhando o futuro, mas muito disso tem sentido e nos dá uma pista do que podemos esperar.

Então, como nos prepararemos para este mundo de automações? 

Ao invés de pensar em fazer uma faculdade e trabalhar com uma mesma coisa pelo resto da vida, pense que isso pode acabar amanhã e você terá de ser mais dinâmico e flexível para achar outras opções. 

Aprender a aprender, aliás, aprender a nos reinventar é, então, o maior trunfo que temos e teremos.

Segundo o autor, são 3 as habilidades essenciais para driblar esse futuro turbulento:

  1. Aprender a aprender
  2. Inteligência Emocional
  3. Resiliência

Então, com essas 3 qualidades bem desenvolvidas, você estará sempre preparado para aguentar a pancada, se reerguer, mudar e seguir por outro caminho. Assim, você estará sempre pronto para o que der e vier nesse futuro tão dinâmico.

Ok, meus amigos? Espero que tenha feito sentido para você algumas dessas ideias.

Vou deixar aqui também o link do vídeo que eu fiz sobre a resenha desse livro e outro para você acessar o meu minicurso gratuito.

Deixe abaixo um comentário, vou adorar te conhecer. 

Leia mais, aprenda mais, desenvolva sua mente, pois ela vai crescer e você vai começar a fazer sua teia de novos conhecimentos.

A gente se vê numa próxima!

Links:

Você também vai gostar de ler um destes Artigos: